quarta-feira, 5 de maio de 2010

Falando Sobre o Bullying





Olá Malungas Queridas!  :O)

Devagarinho estou respondendo a todos os adoráveis comentários que recebi! Vocês são mesmo maravilhosas!

Indo a todos os blogues responder a vocês, deparei-me com o tema acima (Bullying) no lindo blog da Zenaide, que se chama Lata de Luxo. A mora na Índia e tem parentesco com uma criança que sofre de Bullying.

No início do ano já havia comentado com a Ana Karla, do blog Misturação, sobre esse tema. Ficamos de retomá-lo no início do ano letivo, mas por diversas razões eu acabei não tocando no tema. A Aninha, que mora no Recife, sempre fala sobre o Bullying em seu blog.

Enfim, a hora chegou.

Para quem não sabe ou desconhece o assunto, o BULLYING é um problema mundial, sendo encontrado em toda e qualquer escola, não estando restrito a nenhum tipo específico de instituição: primária ou secundária, pública ou privada, rural ou urbana. Pode-se afirmar que as escolas que não admitem a ocorrência de BULLYING entre seus alunos, ou desconhecem o problema, ou se negam a enfrentá-lo.

Mas o que é o Bullying?

O termo BULLYING compreende todas as formas de atitudes agressivas, intencionais e repetidas, que ocorrem sem motivação evidente, adotadas por um ou mais estudantes contra outro(s), causando dor e angústia, e executadas dentro de uma relação desigual de poder. Portanto, os atos repetidos entre iguais (estudantes) e o desequilíbrio de poder são as características essenciais, que tornam possível a intimidação da vítima. 

Por não existir uma palavra na língua portuguesa capaz de expressar todas as situações de BULLYING possíveis, relaciono algumas ações que costumam estar presentes:


Colocar apelidos jocosos
Ofender
Zoar
Gozar
Gongar
Encarnar
Sacanear
Humilhar
Agredir
Bater
Chutar
Empurrar
Ferir
Roubar
Quebrar pertences


E, agora, faço uma dolorosa confissão a vocês: eu padeci de Bullying por muitos anos na escola onde estudei. Por sinal, uma das mais renomadas escolas da minha cidade, um Colégio administrado por católicos canadenses chamado Colégio Cristo Rei.

Sofri todo tipo de humilhação que se pode imaginar. E sofri praticamente calada, pois naquele tempo se desconhecia os malefícios dessas dolorosas intimidações.

As agressões verbais eram diárias e em todos os horários, chegando ao ponto de, na hora do intervalo, ficar reclusa no banheiro. Comiam meu lanche, roubavam minhas canetinhas, jogavam fora minha limonada, pregavam papéis ofensivos em minhas costas, me apelidavam com os piores nomes, mexiam na papelada da professora e me culpavam, me seguiam pela rua me xingando.

Vez ou outra e com muita má vontade o inspetor Mateus (um banana que até hoje trabalha no dito colégio), me salvava de ser tão gongada.

Com o passar dos anos - e sob muito sofrimento, podem acreditar -, desenvolvi métodos de defesa. Passei a observar outras crianças na mesma situação e me juntei a elas. Fomávamos a turma das CDF's, que atualmente são chamadas de Nerds.

Éramos inicialmente 3 meninas, depois passamos a umas 6 e mais 2 meninos até o final do colegial e posterior ingresso em faculdades diferentes. Juntos passei a ser mais feliz e a me identificar com os mesmos problemas. Vez ou outra era sempre gongada, mas a dor era muito menor.

Outro método interessante de defesa que desenvolvi foi baseado na constatação de quão burros e defasados nos estudos eram os que infligiam esse mal. Por ser sempre uma das primeiras alunas, passei a fazer uma troca com eles: me dariam folga e eu lhes passaria cola em época de provas.

Isso foi muito bom e me salvava de zoeiras por algumas semanas. Depois voltava, claro.

Mas teve vezes que sacaneei alguns deles: passava cola errada justamente na matéria que o cara mais precisava...hehehe

Quando estava na 8ª série, com 13 anos, cheguei a ir  armada com uma faca na escola e a mostrar a eles no meio da rua para que parassem de me seguir e me xingar. Minha vida era um inferno!

Vocês devem estar se preguntando: e seus pais nunca fizeram nada? Eu morria de medo de contar para os meus pais. Tinha medo de que me culpassem, de alguma forma. De que me dissessem: "mas você é muto mole, tem de ser durona". Afinal eu nunca soube sere durona.

Meus pais nunca souberam disso e lhes afianço que é praxe nos que padecem de Bullying, pois geralmente os pais são os últimos a saber. Quando descobrem o estrago psicológico já é grande demais!

Ainda hoje encontro com pessoas que me infligiram esse mal. A cidade é pequena e tenho comércio, então cruzá-las, vez ou outra, é sempre possível. Dia desse apareceu em meu comércio uma de nome Milena. Essa era uma verdadeira sarna! Como me sacaneou! E veio toda pimpona me cumprimentar como se nada tivesse acontecido, perguntando da vida e tudo mais - como se tivéssemos sido amigas no passado.

É incrivel como a cicatriz fica presente: eu gelei por dentro e suei por fora. Fiquei quase sem voz, com taquicardia e olhando copiosamente a registradora, com vontade de explodir na cabeça dela. Mantive a calma, mas a tratei com tanta frieza que os olhos dela me perguntava o porquê. Ainda bem que nunca mais voltou, maldita seja para todo sempre.

E para as Milenas da vida vale aquele ditado: "quem bate esquece, mas quem apanha nunca esquece". Claro, ela nem se lembra mais... Mas aqui em meu coração as marcas ficaram presentes enquanto ela se divertia com minha miséria.

Aliás, uma constatação interessante: a maioria dos que me zoavam e com quem pude ter contato, se deram muito mal na vida. Enveredaram por bebidas, drogas, casamentos falidos, não se formaram, prole com muitos pais e outras desgraças. Um tema interessante para se abranger...

E como os Dia das Mães se aproxima, deixo esse alerta para todas vocês: cuidem de suas crianças, observem a mais delicada das mudanças de comportamento, estejam atentas. Lembrem-se sempre de que quem sofre de Bullying geralmente é mais retraído e tem dificuldade de se abrir com os genitores.

E também vale o caminho inverso: observem se seu filho não é perverso na escola, se não persegue algum amiguinho, se costuma zoar com os colegas, arrumar brigas e apelidos jocosos. Uma dica importante é observar se a criança é perversa com animais de estimação. Se for, é um dos mais importantes sinais! Ensinando a trilhar o caminho da igualdade e respeito, será um adulto bem melhor.

Agora deixo com vocês uma sugestão feita pela Zenaide, da Lata de Luxo:

Contem suas experiências pessoais ou de conhecidos.

Vamos abrir nos blogues essa discussão, sempre proveitosa e interessante.

Enquanto parte da sociedade temos o dever de proteger essas pobres crianças!


**********

Meninas:

Sei que me alonguei no tema, mas acho de suma importância o relato de quem, como eu, já esteve no olho do furacão.

Muito obrigada pela paciência!

Tenham todas um lindo dia!

Beijoooooo








37 comentários:

  1. Muito obrigada por ter alertado esse tema, eu nunca passei por isso porque apesar de ser a primeira da turma (coincidência tb tinha 13 anos na 8ª série) tb era marrenta então ng sequer ciscava comigo porque eu mandava o meu famoso: Como é que é? Aí corriam de mim, mas me preocupo muito com a Gi que é toda dengosa e tal e penso que ela pode mais tarde claro ela só tem 4 anos, passar por isso, vou estar atenta sempre, porque esses assuntos nunca mais saem de nossa cabeça. E a mais pura verdade é quem passa por isso nunca mais esquece, minha irmã passou, ela era uma banana, mas tinha a irmã mais nova pra intervir por ela, então quando mexiam com ela e eu via (porque ela não contava pros meus pais), eu ia que nem um foguete tirar satisfação, e as pessoas eram maiores que eu e eu nem ligava ia lá mesmo e pronto. Afinal eu ganhei o troféu limão né?

    ResponderExcluir
  2. Ola,minha querida Silvana.
    Obrigada do fundo do coracao pelo seu relato.E muito importante que todos se juntem para combater essa conduta odiosa e malefica.Nesse seu caso,ser diferente significava que voce era mais inteligente e isso incomodava os sangues-suga de plantao,que nas epocas de prova recorriam a voce.Eheheh,passou cola errada,e?Fez muito bem,ele(a) que tivesse estudado!
    Veja que vc esteve a um passo de cometer uma infracao quando chegou a portar uma faca para se defender dos desmandos dos pequenos crapulas.Talvez isso aconteca muito mais do que a gente imagina,estao ai todos os dias nas paginas dos noticiarios as agressoes cometidas por estudantes,pode ser que muitas vezes seja em defesa propria.Enfim,seja vitima ou agressor,os pais tem que estar atentos ao comportamento dos filhos,e sim,quem maltrata animais tem grande potencial para ser tambem um praticante do Bullying e estar maltratando tambem seus colegas de escola.Grande beijo e nao ligue para essas pessoas que te machucaram no passado.De uma banana para eles,que eles merecem...Com carinho,zenaide storino.

    ResponderExcluir
  3. Tambem fui vitima de bullying, Do pré escolar até mais ou menos a 7ª serie quando pressionada pelos outros "nerds" Contei tudo deu o maior rolo e eu descobri que podia ser tão cruel quanto aquele bando, Bastava ter a melhor nota e não baixar a cabeça ( Eu conhecia os podres de toda turma) Imagine uma menina magrinha (45 kilos, chamada dos piores nomes possíveis)Defendendo alguem com o dobro do meu Tamanho com uma unica frase, nos somos porcaria mas nossa nota é melhor que a sua, quando o ano acabar nos vamos de ferias tu vais ficar em recuperação. Eu sobrevivi, hoje também cruzo com meus carrascos, mas levanto a cabeça e sigo como se nada tivesse com aquela pessoa. Um beijo menina e quando cruzar com essa gente faça de conta que elas não estão ali.

    ResponderExcluir
  4. Silvana , vi na sua a minha história , com uma diferença , eu dei um basta aos 12 anos.
    Entrei para uma gangue da pesada , e a partir daí tinham medo de mim.
    Nunca devolvi o que me fizeram , não é da minha natureza , mas deixei bem claro que dali pra frente , o buraco era mais embaixo.
    Minha filha foi culpada no pré (aquela coisa de Maria-vai-com-as-outras)e vítima do 2º ano mas cortei o mal pela raiz , nos dois casos. Como você disse , tem que estar atenta.
    Mil beijos.

    ResponderExcluir
  5. Maravilhoso seu depoimento, Silvana!
    Eu me preocupo com isso porque meu filho é muito pacífico, calmo, tenho medo dele se tornar uma vítima. Ano passado teve um dia em que ele desceu o cacete num garoto que o estava perturbando no recreio, é claro que falei para ele que aquele não era o melhor meio de resolver a situação e bla bla bla, mas por dentro fiquei feliz em ver que ele se impôs!
    Bjks

    ResponderExcluir
  6. Oiêêê...
    menina então vc voltou a postar no blog e nem me avisou??? Magoei =0(
    Mais que saudades, é bom te ter de volta, sempre passava por aqui p/ ver se tinha recadinhos seu.
    Sil seja bem vinda!!! rs*
    Mais e ai, as novidades??? estudando mto???
    Acredita que eu quase não estou estudando??? Agora comecei a fazer aulas de Patchwork e costuras então estou a 1.000km/h, uma loucura. rs*
    Quero saber tudinho o que vc fez nesse tempo.
    Saudades, Saudades, Saudades!!!
    Bjos!!!!

    ResponderExcluir
  7. SI EU JA PASSEI POR ISTO TAMBEM,SOFRI DEMAIS,COM AS GOZAÇÕES DE UMAS MENINAS NO COLEGIO DAS IRMÃS (S.C.J)....PRINCIPALMENTE
    PORQUE EU SOU ADOTIVA ENTÃO NAQUELA ÉPOCA TINHA MUITO PRECONCEITO E AINDA TEM ....MAS HJ AS PESSOAS ESTAO MAIS CONSCIENTIZADAS NO ASSUNTO...EU ERA EXCLUIDA PORQUE ERA A MAIS SIMPLES DA CLASSE....MEU PAI LUTAVA MUITO PARA NOS DAR UM BOM ESTUDO...A MIM E MINHA IRMA,EU SEMPRE FIQUEI DE LADO..TINHA UMA GAROTA QUE ERA MUITO MINHA AMIGA ESTA ME DAVA MUITA ATENÇAO ME AJUDAVA NA ESCOLA ,EU TINHA MUITOS PROBLEMAS DE APRENDIZAGEM,CHORAVA MUITO NA ESCOLA ENTRAVA EM PANICO ,INSEGURANÇA TOTAL....ENTAO A SI ME AJUDAVA ,MAS DEPOIS DE ALGUNS ANOS ELA COMEÇOU A NAMORAR UM ITALIANO MUITO RICO ..E ELA SE FORMOU EM MEDICINA ,ENTAO UM DIA ENCONTREI COM ELA ,E ELA FINGIU NAO ME CONHECER E DEPOIS DESTES DIAS ENCONTREI VARIAS VEZS NA ACADEMIA DO MEU CUNHADO,ELA LEVAVA OS FILHOS LA PARA NADAR,MAS MESMO ASSIM NADA,PASSAVA POR MIM NEM OLHAVA,ACHO QUE A PIOLA SUBIU NA CABEÇA RSRS OU SEJA ....O DINHEIRO....MAS FIQUEI CHATEADA PORQUE ERAMOS MUITO AMIGAS...INSEPARAVEIS NA INFANCIA....
    E A MENINA QUE JUDIOU MESMO DE MIM FOI A FLÁVIA...ASF.ARROGANTE,E MALDOSA,SEMPRE ME INFERIORIZANDO NA FRENTE DE OUTRAS CRIANÇAS....E CONTINUAVA MESMO DEPOIS QUE FUI PARA OUTRA ESCOLA,ELA ME ENCONTRAVA NA RUA E COMEÇAVA A CANTAE PARA ME HUMILHAR COM PALAVRAS DIRIGIDAS A MIM...COM MENOSPREZO
    E REAMENTE MUITO TRISTE E A CICATRIZ DOI MESMO POR TEMPOS
    ABRAÇO AMIGA

    ResponderExcluir
  8. Oi Sil

    Fiz um post sobre o assunto como você sugeriu. Tomei a liberdade de usar uma parte do texto (com os devidos créditos).

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Pocha vida, eu também me trancava no banheiro... vou seguir também sua sugestão e postar o meu blog algo sobre o tema, essa discursão é necessária d+++!!!!

    ResponderExcluir
  10. Sil,
    eu estava com muitas saudaaaaaadeeesss de você.
    Eu tive uma professora e dois "colegas" que me encheram o saco e como você disse, quem leva nunca esquece.
    Importante relatar os fatos para que outras pessoas possam tomar as devidas providências.
    Esse tema do Bullying tem que ser abordado com frequência por isso quero fazer agora uma blogagem coletiva e conto com você e com a Zenaide do Lata de luxo.
    No dia 28 de maio.
    Vamos divulgar?
    Vou tomar como ícone da blogagem essa imagem, que inclusive já fiz postagem com ela também(rs).
    O que você acha?
    Xeros!

    ResponderExcluir
  11. Já postei a chamada do Bullying lá no blog, viu?

    ResponderExcluir
  12. Pior que essas coisas acontecem mesmo. Ontem vi um episódio da série HOUSE que tratava exatamento sobre isso. Muito triste. Eu sofri um pouco com isso na escola.
    Passa lá no blog depois que tem selinho para vc viu.
    Beijokas mil pra ti.

    ResponderExcluir
  13. Oii Sumida...rs iii tbém sumi né?
    Realmente o Bullying é coisa séria,os pais devem estar atento para que isto não afete a vida de seus filhos.
    ótimo fim de semana!
    bjs.

    ResponderExcluir
  14. Bom dia Sil.
    A questão do bullying é tão séria que já existe até um curso para profissionais da educação, para formar uma corrente de proteção para as vítimas. É a "Escola que protege" - via Ufscar ( Universidade Federal de São Carlos). São vários módulos que falam sobre as diferentes formas de violência sofridas pelas crianças e adolescentes - existe um sobre o bullying.
    Na escola onde eu trabalhava como coordenadora começou a querer acontecer, mas não deixamos a coisa crescer, chamamos pais, fizemos palestras ( para alunos, pais, professores e funcionários), conversamos...levamos para a diretoria... qualquer novo foco era apagado imediatamente - se apesar de todos os avisos, conversas e "conselhos" amigáveis, ainda assim alguém teimasse em bancar o valentão...suspensão nele. É claro que sempre sai algum deslize, mas são rusgas do dia a dia, tão comum em crianças e adolescentes.
    Na escola de educação infantil que estou como coordenadora agora, estamos ( a diretora e eu - pois fizemos o curso presencial - existiu um pela internet - da Ufscar) treinando professoras e funcionárias para estarem sempre atentas para que não ocorra e se ocorrer que seja coibido.
    Nossa era só um comentário...virou depoimento rsrsrs.
    Beijos querida...ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Sil sumidaaaaaa!!!!

    Olha, hoje estou passando pra deixar uma bitoca especial pra sua mamãe, tá?

    Beijocas pra ti tb, Silvaninha!

    ResponderExcluir
  16. Silvana querida!!!

    Até então, eu não sabia nada sobre a palavra bullying.

    Fiquei chocada com o que aconteceu com você, tadinha...

    Olha, pesquisando na net, cheguei a conclusão que eu fui vítima de bullying com a vizinhança desde que vim morar em Peruíbe.

    Por pouco eu não fui embora daqui, vivi um inferno por causa dos latidos de 12 cachorros que viviam na casa ao lado.

    Os donos saiam e deixavam os animais sem comida só para infernizar nossas vidas.

    Reclamamos, e eles chamaram a polícia para nos intimidar, recebemos até ameaça de morte.

    Pura falta de respeito, discriminação, falta de sensibilidade e preconceito com os aposentados que estão morando aqui.

    Pois é, o bullying é uma perseguição que pode ocorrer nos mais diversos ambientes e condições.

    Os pais precisam ter um diálogo aberto com seus filhos, em qualquer idade, alertando-os contra essas maldades, contra esses vilões.

    Um beijo pra você.

    ResponderExcluir
  17. Oiê Sil, ôia eu aqui de novo.. kakaka
    Como foi seu dia das mães? De mtos beijos na sua? =0)
    Por aqui foi bem tranquilo, meu imrão veio pra cá e passamos comendo mtoooo (não poderia ser diferente. kakaka).
    Meu pai graças a Deus está bem, melhorou e estabilizou a pressão, ufaaaa.
    Esses dias eu que tive uns contratempos, intestino preso, tive até que fazer 2x lavagem no pronto-socorro, mais agora já estou melhorando =0)
    Sil querida, não some pq vc é especial e mesmo sendo apenas pelo computador adoro chegar no meu cantinho e ver que vc me deixou um recadinho. T. Adoro.
    Dê um beijão nos seus bichinhos, e fiquei feliz em ver que o Tutzinho tá cada vez melhor.
    Bjos !!!

    ResponderExcluir
  18. Bullying é o ó!!! Na minha época era apenas chamar de gordo, 4 olhos, etc etc, mas hj a criançada pega pesado. Pequenos projetinhos de gente mau caráter. Culpa de quem, de quem, de quem???? Saudades de vc queri! Bjussss

    ResponderExcluir
  19. Silvana, parabéns pelo excelente relato, e quanto esmo que todas estas coisas ficam registradas em nossas vidas, tamanha crueldade que vem imbutida nelas.O que impressiona é como isto tem aumentado de forma assustadora, é necessário que cada um seja agente para quebrar esta cadeia que se propaga com incrivel velocidade e estragos imensos.
    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  20. Silvaninha,

    Sai da toca, muié, aparece pra prosear um pouquinho com as amigas que te querem bem, tá?

    Bom final de semana por aí, beijocas,

    ResponderExcluir
  21. Cadê você amiga? estou com saudades.

    Poxa vida, queria estar aí pra te dar um abraço beeeemmm apertado.

    ResponderExcluir
  22. Oi Sil,saudades de você amiga!Tudo bem contigo?
    Deus te abençoe!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  23. Sil querida não vai sumir novamente =0(
    Estou com saudades!!!
    Amiga não reparei em um detalhe na sua casa... Vc tem galão de água mineral???
    Bjos!

    ResponderExcluir
  24. Sil querida cadê você? Estou com saudades.Bjs

    ResponderExcluir
  25. Oi, Silvana!

    Saudade de vc, vou esperar até vc sentir vontade de conversar, tá?

    Vc é muito querida, viu?

    Já comprou uma blusinha verde-amarela pra Copa? E o Tutu e Cia?

    Beijocas mis, com muito carinho,

    ResponderExcluir
  26. Achei muito lçegl a ideia.
    Mas quem devo linkar voce?/ ou o blog Misturação??
    Vou te esperar com o recadinho na curiosa.
    Sandra

    ResponderExcluir
  27. O blog que pretendo participar é Interação de amigos.
    Http:sandrarandrade7.blogspot.com
    Lá faço todas as minhas coletivas.
    Até mais.
    sandra

    ResponderExcluir
  28. Era uma vez uma menina que sempre sumia...ficava la na sua casinha com seus animais de estimacao...fazendo artesanato e doces tambem.Mas a turma sempre procurava por ela,nao deixava que ficasse taaaannnto tempo sem aparecer.Por que sera?Deve ser porque a menina tem seus sonhos divididos com eles.
    Grande beijo no coracao e esteja feliz.Com carinho.zenaide torino.

    ResponderExcluir
  29. Olá Sil!
    Não sei se lembras mais hoje é o dia da Blogagem Coletiva sobre o Bullying.
    Onde estás?
    Xeros!

    ResponderExcluir
  30. Olá, querida
    Creio que todos nós já estivemos no "olho do furacão" de alguma forma... vc disse muito bem.
    Também participei do post de hoje. Apredi muito.
    Bjs e votos de serenidade em seu coração e em seu ambiente.

    ResponderExcluir
  31. vouu contar a minha históriia , eu tiinha 10 anos e tinha um amigo "visiinho" e colega de classe agnt era beem amiigos, ceerto diia eu conteii um segreedo a ele e depois de ceerto tempo ele me ameaaçou, faloow qe se eu n tirasse fotos nuas para ele ele iaa contar para todoos esse segredo, tiive qe tiirar infelizmente , e ele contiinuou me ameaçando e dessa veez faloow qe se eu n fizeesse essa tal coisa á ele ele iaa mandar as fotos para todoos , foii aí qe eu resolviir contar á história aos meus paiis e ao colegiio ,e elee espalhou, pq eu n fiz o qe ele qeriia, isso teem 3 anos e essas fotos aiinda rolam pela escolaa , euu fuii vitiima de Bullying

    ResponderExcluir
  32. paula mrecia dos santos xavier da rosater abr 05, 11:13:00 AM

    eu já sofri de bullying na escola 1 dia eu estava correndo e 1 menino disse que eu não sabia correr aquilo me deixou bastante triste daí em diante eu nunca mais corrir na escola certo dia eu foi beber 1 pouco de água e 1 menino chamado andré me deu 1 tapa no rosto eu disse que ia contar a professora ele disse que se eu contasse ele iria me pegar na saída dessa vez tive sorte corri para os braços de minha mãe .

    ResponderExcluir
  33. devido ao meu nome ser paula "mércia" todos os meninos sempre me chamavam de paula "merda" e isso não era engraçado pra mim pra eles isso era uma comèdia e é claro para mim 1 filme de terror emfim só quero disser qui eu tambem já sofri bullying mas não esquenta 1 dia isso acaba "vivo o presente construo o futuro e dane-.se o passado

    ResponderExcluir
  34. EU JÁ SOFRI BULLYING, JÁ FOI XINGADA VÁRIAS VESSES EU TINHA PIOLHO ELS NÃO GOSTAVAM DE FICAR PERTO DE MIM ME APELIDAVAM DE PP PAULINHA PIOLHENTA ERA ORRIVEL SER APELIDADA DEVDO EU SER UM POUCO DESOBEDIENTE A MINHA MÂE ME BATE UM POUCO E ELES ME APELIDAM DE JAYSOM DO FILME JAYSOM X FRED HOJE EM DIA GRAÇAS A DEUS EU NÃO TENHO MAS PIOLHO .

    ResponderExcluir
  35. eu sofria bullying e isso passou de vc tambem vai passar basta basta crê no senhor beijooooooooooooooooooos .amo vocês deus vos abensoe.

    ResponderExcluir
  36. oiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii de novo pessoal 1 beijão em voces.

    ResponderExcluir
  37. é verdade concordo plenamente é so confiar nele em deus pois ele sim te ajuda!!!

    ResponderExcluir

Seja muito bem vindo à página de comentários.

Apreciarei cada recado postado aqui, assim como as sugestões.

Muito obrigada pelo carinho!

Volte Sempre!

Beijooooo